cropped-bible-879085_960_720.jpg

Quanto à conversão: o que Deus faz e o que o homem faz?

O que é conversão?

 

Conversão é um giro de 180 graus na vida de uma pessoa. É virar completamente as costas para o pecado e voltar-se em direção a Cristo para a salvação. Da adoração aos ídolos para a adoração a Deus. Da auto justificação para a justificação de Cristo. Do autogoverno para o governo de Deus.

 

Conversão é o que acontece quando Deus desperta aqueles que estão mortos espiritualmente e os capacita a se arrependerem de seus pecados e terem fé em Cristo.

 

  • Quando Jesus nos chama a nos arrependermos e crermos, ele está nos chamando para a conversão. É uma mudança radical naquilo que nós cremos e fazemos. (Marcos 1.15)

 

  • Quando Jesus nos chama para tomarmos nossa cruz e para o seguirmos, ele está nos chamando para a conversão. (Lucas 9.23)

 

  • Para que venhamos a nos arrepender, Deus tem que nos dar nova vida, novos corações e fé (Efésios 2.1, Romanos 6.17, Colossenses 2.13, Ezequiel 36.26, Efésios 2.8, 2 Timóteo 2.25).

 

Conversão não é

 

  1. Um evento único que não tem implicação alguma na forma como vivemos. A conversão ocorre, sim, em um momento único, e é um momento de mudança radical. A vida deve parecer diferente a partir de então. Uma nova batalha começa.

 

  1. Uma jornada sem destino algum. A conversão pode ser precedida por um longo processo no caso de alguns, mas ela sempre envolve uma decisão compromissada de se arrepender do pecado e confiar em Cristo, o que é o resultado imediato de Deus dar uma nova vida para um pecador que estava espiritualmente morto.

 

  1. Opcional. Atos 17.30 diz que Deus ordena que todos, em toda parte, se arrependam. A conversão nunca pode ser forçada, mas ela é absolutamente necessária para que alguém seja salvo.

 

  1. Uma conversa. Embora os cristãos devam comunicar o evangelho de forma humilde, nossa meta não é meramente uma troca agradável de informação. Nós temos que chamar todos a se arrependerem de seus pecados e confiarem em Cristo para a salvação.

 

  1. Dizer uma oração pré-formulada. A conversão certamente envolve oração, mas temos que ser cuidadosos para não tentarmos as pessoas a colocarem sua confiança em um conjunto especial de palavras.

 

O que Deus faz na conversão?

 

Conversão não significa que “Deus ajuda aqueles que se ajudam”. A mudança de que precisamos é tão radical que somente Deus pode fazê-la. Na conversão, Deus dá vida aos mortos e vista aos cegos. Na conversão, Deus dá os dons do arrependimento e da fé.

 

  1. Deus resplandece a luz! 2 Coríntios 4.6 diz que, assim como Deus resplandeceu a luz nas trevas da criação, assim ele “resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo”.  Como você chegou a entender o evangelho e crer nele? Deus resplandeceu luz no seu coração, criando entendimento espiritual onde não havia nada.

 

  1. Deus nos vivifica! Efésios 2.5 diz que, mesmo quando estávamos “mortos em nossos delitos”, Deus “nos deu vida juntamente com Cristo”. Nós não estávamos doentes, dormindo ou morrendo. Nós estávamos mortos, e Deus nos vivificou. Em João 3, Jesus descreve isso como um nascer de novo pelo Espírito Santo. Na conversão, Deus nos dá o novo nascimento, capacitando-nos a nos arrependermos e crermos no evangelho.

 

  1. Deus nos liberta! Colossenses 1.13 diz que ele nos liberta do império das trevas e nos transporta para o reino do Filho do seu amor. A conversão é como um resgate militar em que Deus nos liberta de nosso aprisionamento ao pecado e nos coloca em seu reino glorioso.

 

  1. Deus concede arrependimento e fé! De uma perspectiva humana, a conversão consiste em nos arrependermos de nossos pecados e crermos em Cristo. Ainda assim, a Escritura ensina que tanto o arrependimento como a fé vêm a nós como dons de Deus (veja Filipenses 1.29, Atos 11.18).

 

A conversão é, fundamentalmente, um ato divino que Deus faz em nós e para nós. Em resposta à sua obra soberana e unilateral, nós nos arrependemos e cremos.

 

O que as pessoas são responsáveis por fazer na conversão?

 

As pessoas são responsáveis por fazer duas coisas: arrependerem-se e crerem. A conversão é um radical virar das costas para o pecado e um voltar-se para Deus através da fé em Cristo. Jesus resumiu o que os homens devem fazer na conversão quando ele ordenou aos seus ouvintes: “arrependei-vos e crede no evangelho” (Marcos 1.15).

 

O que significa se arrepender?

 

  1. Arrependimento significa reconhecer que você é um pecador (Atos 3.19).
  2. Arrependimento significa renunciar ao pecado e decidir obedecer a Cristo (Lucas 9.23; Romanos 2.4).
  3. Arrependimento significa lamentar pelo pecado e regozijar-se por aceitar Jesus como seu novo Mestre e Senhor (2 Coríntios 7.10; Romanos 6.12-23).
  4. Arrependimento não é o fim da batalha, mas o início de uma (Gálatas 5.16-17).

 

Em que temos que crer? Temos que crer no evangelho!

 

  1. Crer que Deus é o santo criador do universo, o Senhor de tudo (Isaías 6.1-5; Gênesis 1.1; 1 Timóteo 6.15-16).
  2. Crer que você é um pecador e que merece a justa ira de Deus (Romanos 1.18; Romanos 3.23).
  3. Crer que Jesus Cristo morreu na cruz para pagar a penalidade pelo seu pecado e ressurgiu da sepultura para vencer a morte e oferecer a você a vida eterna (Romanos 3.21-26; Gálatas 2.20; Atos 2.24; João 11.25).

 

Arrependimento e fé são dois lados da mesma moeda. Na conversão, nós viramos as costas para o pecado e confiamos em Cristo.

 

De: Brad Wheeler’s

Tradução: Felipe Prestes

Revisão: André Aloísio Oliveira da Silva

Irmão Geraldo

Sacrifícios

“Mas o rei disse a Araúna: Não! antes to comprarei pelo seu valor, porque não oferecerei ao meu Deus holocaustos que não me custem nada. Comprou, pois, Davi a eira e os bois por cinqüenta siclos de prata.”
(2 Samuel, 24)
   Neste texto Davi nos mostra o que aprendeu com a sua experiência com Deus: Ele quer manifestar a consciência de que todas as coisas vem do Senhor. Davi quer oferecer algo a Senhor que exija esforço e desprendimento. Isso demonstra o seu amor comprometido para com Deus.
Araúna era um estrangeiro naquela terra. Ele não só havia permanecido mesmo após Davi ter conquistado Jerusalém, como havia prosperado. É provável que tenha reconhecido o Senhor como único Deus e tem adotado a esta fé como seu estilo de vida. Ele percebe a importância do sacrifício e quer contribuir com tudo o que for necessário para isto, por isso, oferece a Davi a Eira (lugar onde se beneficiava o trigo, ou outra cultura), os bois e a lenha para o sacrifício. Mas Davi sabe que a responsabilidade de sua missão é pessoal, sabe que está ali para demonstrar arrependimento pelo seu pecado e não cede a tentação de seguir o caminho fácil: ele não quer usar o seu prestígio para que outra pessoa se sacrifique para que ele realize a obra que precisa fazer. Davi não quer facilidades, ele deseja fazer o melhor, daquilo que veio à suas mãos por ordem de Deus. Davi quer testemunhar da sua confiança no Deus que em todas as coisas o abençoou.
   Façamos o melhor para Deus, mostrando a Ele e a nós mesmos que não somos reféns dos bens materiais e que não há nada mais importante para nós do que servimos a Ele e ao próximo, inclusive com nossos bens. Que possamos considerar a atitude de Cristo que é Rei e veio para servir. Que o nosso sucesso e nossas conquistas não tenham mais valor do que a nossa missão.