A família cristã comum

estudo-biblico-2

Por Tedd Trip

Um dos meus filhos adultos comentou recentemente comigo que a família tradicional está acabada. Eu entendo o que ele quis dizer. A família cristã comum está quase extinta. A cultura contemporânea está redefinindo a família: o casamento gay, uma série de arranjos de vida criativos e a pressão pela aceitação da poligamia são todas agressões à família cristã. A noção de que os pais, cujo amor produz filhos, devem viver juntos no matrimônio, trabalhando em conjunto para prover um lar piedoso e estabilidade para seus filhos praticamente desapareceu como um ideal cultural.

A família cristã comum é simplesmente o povo cristão comum, vivendo nas condições comuns da vida, a partir da graça extraordinária do evangelho. E isso não é apenas para famílias com pai e mãe. Há dezenas de pais e mães solteiros que estão honrando a Deus em seus lares, e muitos avós que estão bravamente criando seus netos. Eu tenho uma nora que foi abençoada com uma mãe que, solteira, criou três filhos que agora são cristãos adultos criando seus próprios filhos. Ela constantemente lembrava seus filhos das normas bíblicas para a família: “Se você tivesse um pai, ele estaria fazendo isso, mas como você não tem, eu mesma faço”. Na ausência de um marido, ela ensinou seus filhos a compreender o papel de um marido e pai na família.

Dinâmica familiar

Efésios 5 descreve a família cristã comum. Maridos são chamados a exercer liderança amorosa. Em 1Tessalonicenses 2, Paulo usa a paternidade como uma metáfora para o ministério pastoral. Ele os lembra de seu trabalho árduo e sofrimento, de como ele pregava de dia e trabalhava de noite para que não fosse um fardo para eles. Este é um maravilhoso vislumbre de liderança piedosa. Paulo entregou sua vida como um sacrifício vivo. A autoridade divina não é vista em tornar outros seus servos; autoridade divina é vista em servir, em entregar a própria vida como um sacrifício vivo.

Efésios 5 tem uma imagem igualmente atrativa da esposa. Assim como a igreja se submete a Cristo, a mulher vive sob a liderança de seu marido. Ela o ajuda a ser um líder de família bem-sucedido. Não é fácil subordinar a vida à liderança de outro, mas Efésios 5 representa isso como um chamado comum para uma esposa. Em última análise, uma esposa se entrega a Deus, esperando que Deus a abençoe ao viver sob a autoridade do marido.

Semelhantemente, Deus promete em Efésios 6 que tudo vai bem com a criança que honra e obedece a seus pais. Os pais sábios apresentam a necessidade de obediência de maneiras cativantes. Eles encorajam seus filhos, dizendo que a razão para obedecer é porque Deus deu autoridade aos pais. A obediência não é por causa de exigências dos pais, mas por causa da vontade de Deus para as crianças. No contexto da obediência, as coisas vão bem com crianças. Deus abençoa a obediência delas.

É lindo quando crianças e jovens abraçam a verdade de que os caminhos de Deus são bons. Tem sido minha alegria ver netos e netas, crianças e adolescentes comuns, que gostam de seus pais e que aceitam autoridades que os amam o suficiente para sabiamente fornecer limites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.